Notícia
Data: 23/05/2020

Rede Saviniana desenvolve campanha de combate à violência sexual de crianças e adolescentes


Por: Anbeas
Teresina-PI

Para denunciar abuso sexual basta ligar para o Disque 100

Na última segunda-feira (18) foi comemorado o Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças  Adolescentes. A data, instituída pela Lei Federal 9.970/00, demarca a luta pelos direitos de milhares de brasileiros.


 A Rede Saviniana de Educação e Assistência Social, mesmo em meio à pandemia, desenvolveu uma campanha de conscientização. “Temos como missão, proteger integralmente as crianças e os adolescentes. Por isso, é tão importante a luta contra a ameaça de qualquer direito. Mesmo com as limitações da atual situação mundial, criamos estratégias para estarmos próximos dos nossos usuários, com o intuito de fortalecer essa orientação e continuar contribuindo com o enfrentamento de qualquer tipo de violência”, afirmou a assistente social Sueiny Neves.



As obras sociais Raios de Luz, Casa Maria Menina e Casa Savina Petrilli, que desenvolvem ações junto a Crianças e Adolescentes solidificam a proteção desse público por meio da prevenção e também na intervenção frente a violação dos direitos, cooperam para o rompimento do ciclo da violência e para o fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários,  contribuindo para que sejam ofertadas condições dignas de desenvolvimento integral de crianças e adolescentes.


 

A Casa Savina Petrilli, que se caracteriza pelo Acolhimento Institucional, e tem como público crianças e adolescentes vítimas dos diversos tipos de violência, vem desenvolvendo internamente, mesmo em meio a Pandemia, uma programação alusiva ao Dia Nacional ao combate e enfrentamento à violência contra a criança e o adolescente, por meio de debates, rodas de conversas e gincanas integrativas, que potencializam as crianças e adolescentes enquanto sujeitos conhecedores de seus direitos.


 

 Os casos de violência e abuso sexual contra crianças e adolescentes são mais comuns do que se imagina - dados do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), por exemplo, mostram que 70% das vítimas de estupro do país são menores de idade. Por isso, é tão necessário criar mecanismos para que elas conheçam o próprio corpo, saibam se proteger e como poder buscar ajuda.

 

Para alertar as pessoas sobre o tema e quebrar o silencio que perpetua o assunto, a Rede Saviniana, através da Casa Savina Petrilli, criou o Aplicativo “Tô Ligado” que visa sensibilizar a população, acerca do cenário preocupante da violência sexual contra crianças e adolescentes, assim como identificar e denunciar os casos. O Aplicativo recebe denúncias que possibilitam o envio de dados como: localização, descrição da vítima, tipo de violência, imagens, vídeos e os encaminha à Rede de proteção à Criança e ao Adolescentes, contribuindo, enquanto canal frente à violação dos direitos, principalmente, neste período de isolamento social. O Aplicativo está disponível no Play Store para Android. Baixe o App TÔ LIGADO e contribua na defesa e luta pelos direitos das nossas Crianças e Adolescentes!



 

Dia 18 de maio:

Esse dia foi escolhido porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória, No Espírito Santo, um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”.

 

Ela tinha oito anos de idade, quando foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade. O crime até hoje está impune.

 

 Denúncias:

Para denunciar abuso sexual basta ligar para o Disque 100. A ligação é gratuita e a pessoa não precisa se identificar. E use o App TÔ LIGADO!


Informações
Responsive image
Vídeos
Facebook